O que é a delicadeza?

top view photo of person putting sugar cubes on cup
Foto por rawpixel.com em Pexels.com

Se pararmos um pouco para olhar o dia, vamos perceber que muitas coisas acontecem no espaço das horas, dos minutos e dos segundos. Mesmo que nossa rotina pareça se desenrolar rapidamente, é possível entender e perceber que há momentos, situações e atitudes que nos deixam mais leves.

Essa leveza vem dos momentos suaves, onde não há o peso de olhares, vozes e gestos agressivos. Nós só conhecemos o que pode ser delicado porque já nos deparamos com situações grosseiras que, certamente, servem de parâmetro para entender esse significado. Os atributos da delicadeza são qualidades que transformam nosso dia.

Conviver

Uma das artes mais difíceis de se praticar é a convivência. Precisamos de muita desenvoltura para participar dessa dinâmica sem ferir e sem sair ferido. Fica difícil conviver quando não há beleza no comportamento. Precisamos de doses diárias de ações suaves e despojadas.

A delicadeza pode ser tão singela que parece sofisticada. Mas não tem nada de refinada, porque ela carece da simplicidade. Aquele gesto que reflete a atitude de quem, calmamente, diz e faz o que é preciso na hora certa. Mesmo que seja uma crítica. É preciso ter muita força para oferecer o que é delicado.

Praticar delicadeza

Spinoza, em Ética, definiu os afetos e nos mostrou que, se conseguirmos regular as paixões, conseguiremos viver com mais potência. Talvez a delicadeza seja uma potência. Uma alegria que não sorri, mas afaga. Uma tênue expressão mal compreendida e, muitas vezes, chamada de frágil. Nada disso.

delicadeza

Para praticar a delicadeza, não é preciso grande esforço. Pelo contrário, é preciso muito menos. Também não é para, em tempos líquidos como diria Bauman — sociólogo e filósofo contemporâneo — ser diluída em frases feitas  nas redes sociais. A delicadeza precisa de um certo cuidado e não exige exposição para reverberar.  Pode, até mesmo, ser realizada às escondidas quando, por exemplo, sinalizamos as virtudes de quem convivemos sem que seja necessário o seu conhecimento.

É certo que não há uma receita mágica para ser delicado, mas os ingredientes estão na convivência que temos uns com os outros. Nas relações que nos movem diante da vida.

Ser

Não nos enganemos, a delicadeza não é para pessoas especiais. É para pessoas comuns, mas que entendem que a vida é extraordinária. Que cada momento tem que ser levado com as duas mãos, como um pequeno e raro pedaço de seda. A delicadeza é aquele momento em que nós nos aproximamos sem invadir, falamos sem alterar, criticamos sem machucar.

A delicadeza pode ser, simplesmente, quando você prepara o jantar e os convidados lavam a louça. É uma ação afortunada. Por isso, talvez, se misture com a gentileza, encontre abrigo na generosidade e precise de uma dose de boa-fé. Tão tênue quanto sua própria definição é a delicadeza. Defini-la não é importante, pois sempre sabemos quando brota.

A delicadeza é para pessoas comuns, e comuns somos nós.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s